Os benefícios da contabilidade para o terceiro setor

Os benefícios da contabilidade para o terceiro setor

Quando falamos no terceiro setor, estamos abordando uma parte fundamental da sociedade. Afinal, mesmo que sejam instituições sem fins lucrativos, possuem enorme importância nas dinâmicas que envolvem as pessoas e oferecem serviços e soluções essenciais. Não precisamos falar muito para relembrar como ONGs, fundações, partidos políticos e outros tipos são atores importantes e necessários.

Como não têm fins lucrativos, muitas vezes estas instituições acabam se descuidando da gestão contábil. Mas isso não pode acontecer, sob o risco de um instrumento tão importante acabar perdendo força graças a erros primários.

Por isso, neste conteúdo mostraremos como a contabilidade para o terceiro setor é essencial. Aqui, apresentaremos benefícios da consultoria no ramo contábil para estes elementos.

Antes de começarmos, já deixo o convite para o leitor: conheça nosso trabalho. Somos um escritório de advocacia full service, com o objetivo de entregar os melhores serviços jurídicos do mercado, com excelência no que fazemos.

Cumprimento de leis

O terceiro setor é amplo e conta com uma regulamentação específica, seja para direitos ou deveres, bastante grande e que pode passar por mudanças com certa frequência, justamente por ser um elemento fundamental no convívio e na organização social.

Com isso, não é raro que os próprios gestores de instituições do terceiro setor tenham dúvidas e não conheçam exatamente como funcionam todos os sistemas.

Muitas vezes, nem é uma questão de querer ou não burlar regulamentos. Na maior parte, a questão é de falta de conhecimento dos mínimos detalhes para cumprimento das regras. Ou seja, é preciso ajuda especializada.

Quando falamos em declarações de impostos e outros temas contábeis, obviamente estamos falando de ajuda da contabilidade. Sozinho, dificilmente o gestor conseguirá cumprir todos os pontos previstos nas leis.

Logo, é um enorme benefício contar com um serviço de contabilidade estruturado com o jurídico. Além de garantir que tudo seja feito em conformidade com as regras, a tendência também é de que o processo seja mais rápido e eficiente. Fora que os demais colaboradores não precisam se envolver no assunto, podendo focar em suas atividades principais na instituição em questão.

Entrada em um sistema tributário melhor

Instituições do terceiro setor têm um grande desafio quando o assunto é entender qual o regime tributário ideal para a gestão. Há regras para os diferentes tipos e, ao mesmo tempo, a organização pode escolher em qual ela se enquadra e em qual terá mais benefícios por fazer parte.

Assim como falamos no tópico acima, nem sempre os gestores da instituição têm conhecimento aprofundado para entrar neste tema e tomar decisões corretas.

Por isso, mais uma vez a assessoria de uma contabilidade/jurídica de alto nível é essencial. Além de cumprir todas as regras, ela ainda é capaz de identificar e repassar aos dirigentes qual o melhor sistema tributário para aquele contexto. Assim, pode-se evitar maiores gastos com impostos, diminuindo custos e garantindo uma gestão mais eficiente.

Mesmo que o terceiro setor não tenha fins lucrativos, recursos são necessários para colocar a atividade em pé. Evitar custos desnecessários, de maneira legal, é fundamental para dar fôlego e garantir melhores condições de investimento no que realmente importa: as ações da instituição e o impacto positivo na sociedade.

Antes de seguirmos, refazemos nosso convite: lembre-se de saber mais sobre nosso escritório de advocacia full service. Excelência e presteza são nossas palavras de ordem e estamos à disposição para auxiliar com serviços jurídicos dos mais diversos segmentos, ajudando no que for preciso.

Introdução de métodos e tecnologias melhores

Quem atua na área de contabilidade reúne experiências diversas, estuda assuntos relacionados ao ramo e, com isso, é capaz de entender todo tipo de conceito e de atuação neste meio. No entanto, é importante que a contabilidade esteja em sintonia com o setor jurídico, evitando assim qualquer divergência e consequência entre estes prestadores de serviços essenciais.

Com um trabalho de consultoria, junto com as atividades práticas relacionadas à contabilidade, é possível que a instituição receba dicas e conselhos sobre quais métodos usar, como identificar erros, como potencializar pontos fortes.

Sendo assim, fica claro que ter a assessoria jurídica e contábil em sintonia é, também, melhorar processos e criar oportunidades de estruturas melhores para o futuro do terceiro setor. Vai muito além de funções básicas e, por isso mesmo, é tão essencial.

Evitando erros, credibilidade aumenta

Para fechar os principais benefícios, há ainda o fato de que, com a sintonia entre o setor jurídico e a contabilidade, os erros em relação a estes temas são evitados.

Quando falamos no terceiro setor, embora não haja fins lucrativos, há o envolvimento de parceiros, patrocinadores, doadores, etc. Se houver erros na gestão isso acabará gerando problemas, a credibilidade vai embora. E, sem ter o nome limpo para atrair todos que ajudam a deixar o negócio em pé, fica impossível se sustentar.

Por isso, dentro do terceiro setor, ter o setor contábil bem organizado com o jurídico é uma forma de atrair investimentos e mostrar confiabilidade.

Para finalizar, pedimos mais uma vez que acionem nosso trabalho. Somos especializados nas diversas áreas jurídicas e, certamente, temos condições de solucionar quaisquer problemas que apareçam. Não perca tempo e conte agora mesmo com nosso auxílio. Assim, você garante conhecimento, parceria, excelência e presteza.

EQUIPE GUIMARÃES & ROSSI

Deixe um comentário